Ou tudo ou nada! CDL Caicó defende que não haja tratamento com distinção entre programação pública e privada do Carnaval

 

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Caicó (CDL) realizou uma pesquisa com seus associados no período de 07 a 11 de janeiro, utilizando ferramentas digitais, para saber a opinião dos empresários sobre a realização do Carnaval de Caicó neste ano de 2022, em virtude das incertezas do cenário da pandemia.

Uma curiosidade é que os empresários defendem tratamento igualitário para a programação pública e privada. 67% dos associados que responderam à pesquisa são contra que aconteça programação pública e privada. Já 29% são a favor que aconteça ambas as programações.

“Apenas 4% dos entrevistados defenderam que exista somente uma das programações, ou seja, nossa classe empresarial defende que o Município crie condições para que aconteçam tanto a programação pública, quanto a privada, ou que não autorize nenhuma das duas. Não pode haver dois pesos e duas medidas”, destaca Luis Medeiros, diretor de eventos da CDL Caicó.

A pesquisa também confirmou a relevância do Carnaval para a economia do município. Para 86,5% das empresas entrevistadas, o carnaval traz faturamento extra e 35,2% contratam mão de obra temporária para período do carnaval.

Outro dado interessante da pesquisa é que 81% das empresas entrevistadas estão com 100% dos colaboradores vacinados e outros 10% das empresas estão com mais de 75% dos colaboradores imunizados.

A Câmara de Dirigentes Lojistas tem assento no Conselho Municipal de Turismo e tem acompanhado de perto as discussões sobre a realização ou não do Carnaval, defendendo que sejam consideradas as recomendações dos profissionais de saúde e vigilância sanitária para as tomadas de decisões.


Comentários